Reunimos as melhores dicas com especialistas do Pagar.me para você planejar excelentes Dias dos Pais! 

Com o Dia dos Pais se aproximando, a expectativa é de que o faturamento do e-commerce brasileiro alcance a casa de R$ 1,94 bilhão, segundo dados da consultoria E-Bit - um crescimento de 10% quando se compara com o mesmo período em 2016. Além disso, o número de pedidos deve chegar a R$ 4,5 milhões; com ticket médio no valor de R$438. A consultoria também fez um levantamento de quais produtos estão no ranking dos mais desejados para presentear os pais. Entre eles, estão celulares/smartphones, livros e calçados. E você, como está se preparando para tornar esse dia ainda mais especial para seus clientes? dia dos pais_ecommerce_2-1.png

Reunimos algumas dicas dos nossos especialistas para você! 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora, apresentamos as lojas Rafarillo e Barba Brava - além de conhecermos um pouco mais sobre a história dos nossos dois clientes, resolvemos perguntar como estão os preparativos para o Dia dos Pais de cada um deles. 

Rafarillo:

Loja de sapatos fundada em 1991, a Rafarillo colocou seu e-commerce no ar há mais de sete anos, e conta com um quadro aproximado de 600 funcionários. “A cada ano que passa, vamos aprimorando nossa loja em questões de plataforma, espaço físico e know-how de toda operação, pois ela é pequena e bem enxuta”, diz Bruno Rezende, gerente de e-commerce da Rafarillo, que prevê crescimento de 80% das vendas em agosto, se comparadas aos meses anteriores.

Com promoção do Dia das Pais até o dia 13/08, a loja contou com reforço expressivo do marketing e de itens do estoque para o período, devido às vendas nos marketplaces. Porém, independente da época do ano, Bruno ressalta que os produtos mais vendidos são os calçados da linha ALTH (você 7cm+alto). 

 

 

 A meta de crescimento da Rafarillo para este ano é bater 45% em relação ao ano passado. "Acredito que as lojas devam prezar mais pela experiência de compra do cliente, do começo ao fim", diz o gerente de e-commerce. "Esse cliente, com certeza, voltará a comprar, e irá fazer indicações. O boca a boca pesará muito na decisão de uma futura compra - a concorrência está grande, mas poucos tem bons diferenciais", finaliza Bruno. 

Barba Brava:

A Barba Brava foi fundada em 2015, e começou como necessidade pessoal do Rafael Proença, um dos fundadores da marca, cuidar melhor da própria barba. Após pesquisa, ele constatou que não havia shampoos ou óleos específicos no mercado nacional. "Quem já tem barba sabe que é difícil cuidar, e produtos que tornam essa tarefa mais fácil já eram muito bem-vindos na época!", lembra Rafael.

Os produtos da loja são desenvolvidos com base no feedback dos clientes, e produzidos por uma equipe farmacêutica e química. Além disso, a Barba Brava tem uma ótima notícia para todos os animal lovers: os testes acontecem em barbudos reais, nunca em animais!  

 

 

O e-commerce foi ao ar no dia 24 de julho de 2015, em tempo para o Dia dos Pais daquele ano, o que gerou impulso positivo nas primeiras vendas.  "Em 2016, também tivemos um pico bem significativo nas vendas, durante o período que antecede o Dia dos Pais", diz Rafael. "Neste mês, a tendência continua ainda mais forte".

 

 

Para a Barba Brava, a preparação para o Dia dos Pais começa em abril, com o alinhamento da produção para garantir que o estoque supra a grande demanda do período. A parte logística também recebe reforço de pessoal para fazer o processo de picking e packing, com objetivo de atingir as metas de tempo de postagem e evitar acúmulos de pedidos.

Mais próximo à data, a loja ainda disponibiliza métodos alternativos de entrega para algumas regiões de Curitiba, como entrega via bike e possibilidade de coleta no local.  As campanhas de marketing são reforçadas, segmentadas para públicos mais específicos - como, por exemplo, mulheres que presenteiam pais e maridos nesta época do ano. 

 

 

Para o empreendedor que quer aproveitar uma oportunidade no mercado brasileiro, Rafael destaca a importância do planejamento minucioso do projeto. "Idealmente, com um plano de negócios, onde estejam claros elementos básicos como mercado, nicho e público-alvo", diz. E completa: "Para se destacar na crise, é necessário fazer algo diferente do padrão, sair da caixinha e da sua área de conforto. Tomar riscos calculados e procurar soluções para problemas que as pessoas nem sabiam que existiam. Quem fizer isso já estará na frente da maioria". 

Quer saber como o Pagar.me se adapta ao seu modelo de negócio? Preencha nosso formulário e entraremos em contato!

 

 

 

 

 

 

 

Aprenda a ganhar mais com seu E-commerce

Confira dicas, reportagens e conteúdos especiais de especialistas em E-commerce e Marketing Digital. Digite seu email abaixo:

Karina Menezes
Graduada em jornalismo pela UFPA, foi trainee do jornal O Estado de S. Paulo. Atualmente, é Head de Conteúdo do Pagar.me.
O que Fazer para Faturar R$200 mil por Mês com seu E-commerce