"Nós percebemos que era um mercado muito carente, tinha uma oportunidade e ninguém com qualidade olhava para isso" - é assim que o CEO Luiz Fernando Natal começa sua história sobre a entrada da curitibana Adsive Shop na venda de artigos decorativos. 

0405_IMG_3375_NJR.jpg

A empresa se firmou entre os consumidores de decoração no ano de 2010, ajudando a desenvolver projetos especiais com demandas mais customizadas. Foi dessa forma que Luiz identificou a escassez de lojas especializadas no segmento. 

Com uma equipe comercial formada por um designer e uma arquiteta, ele percebeu que poderia padronizar seus produtos e expandir os serviços para outro público - aquele que buscava soluções decorativas rápidas e de baixo investimento, mas sem perda de qualidade. 


Com uma equipe comercial formada por um designer e uma arquiteta, eles padronizaram seus produtos e expandiram os serviços para outro público.

 "Em primeiro lugar, a gente pensou em montar uma loja física para vender esses produtos prontos", diz o CEO da Adsive. Mas, devido ao custo de manter mais uma estrutura, a melhor saída foi a criação de uma loja online, que tem, entre outras vantagens, maior rapidez no processamento dos produtos vendidos. 

"Quando a gente teve essa ideia (da loja física), a expectativa era que isso representasse 15% a 20% do faturamento do grupo", conta. Porém, com a grande procura, em um ano o e-commerce já era responsável por 50% desse faturamento. Além disso, a loja virtual possibilitou que a Adsive expandisse também seus limites territoriais – antes restrita à Curitiba, a empresa passou a vender para públicos de Norte à Sul do país. 

 Por meio de pesquisas de tendências do mercado investimentos em equipamentos de ponta, sustentáveis e de alta performance – como impressão ecossolvente e em látex - além da aquisição de materiais de qualidade e consolidados no mercado, a loja foi amadurecendo e se estruturando no mundo online. Hoje, a Adsive Shop é um dos únicos e-commerces que trabalham com adesivos 3M. 

"Eu acho que essa união deu super certo, tanto que a gente só vem crescendo, ano após ano", conta o CEO da Adsive, que hoje recebe cerca de mil pedidos ao mês e tem como uma de suas maiores preocupações unir a qualidade dos produtos com inovação e tecnologia de parque gráfico. 

 

Conciliação era complicada e abandono de carrinho chegava a 70% 

Alguns dos maiores problemas enfrentados pela loja online da Adsive Shop eram a baixa taxa de aprovação de compras feitas com cartão de crédito, além do checkout utilizado, que gerava uma alta taxa de abandono de carrinho 

Estudando a jornada do consumidor dentro do site, Luiz percebeu que a dificuldade vinha na hora do pagamento: era na segunda tela, ao ter que preencher novamente todos os dados de cadastro, que o potencial cliente decidia por não finalizar a compra, o que gerava um índice de 70% de desistência.  

"Isso me deixava muito frustrado, porque eu fazia um trabalho enorme de engajar, trazer gente pro site, trazer um tráfego", conta o CEO da Adsive. "As pessoas gostavam do produto, mas realmente chegava na hora de pagar e a experiência não era boa", completa. 

Por meio da Loja Integrada, a Adsive acabou se tornando um dos primeiros clientes a testar a experiência oferecida pelo checkout transparente do Pagar.me. Outra dificuldade relatada era a conciliação trabalhosa de todos os pagamentos realizados com boleto bancário, que representavam pelo menos 50% dos pedidos feitos no site da loja. "Nós tínhamos que entrar no banco para verificar se aquele boleto havia sido liquidado, depois entrar na dashboard da nossa plataforma e alterar isso manualmente", conta. 

Faturamento aumentou 140% em apenas um mês  

Com a integração do Pagar.me, a conversão da Adsive cresceu em 700%. O faturamento também deu um salto de 140% de um mês para o outro, apenas com a mudança de checkout 

"Nós começamos a aprovar bem mais", diz Luiz. "Hoje, conseguimos acessar as transações via cartão e boleto em uma dashboard só, o que acaba gerando uma otimização operacional", completa. Além disso, a taxa de aprovação de pagamentos passou a ser superior a 80%.  

Ele explica que a comunicação automatizada entre Pagar.me e Loja Integrada também facilita o processo de conciliação para a Adsive  quando o Pagar.me sinaliza que o boleto foi pago, um alerta é disparado e a Loja Integrada já atualiza o status automaticamente.  

Mas o CEO da Adsive ressalta ainda um outro ponto muito importante no Pagar.me: o relacionamento entre o meio de pagamento e seus clientes. "É uma coisa que nós gostamos muito, e eu, particularmente, priorizo a questão da parceria", conta.  

Para ele, o espírito jovem da empresa, de ser fora da caixa, disruptiva e de nunca se conformar, são pontos de admiração. "Se eu gosto de uma empresa, tento sempre ajudar. E acho que tem que ser recíproco, os fornecedores têm que entender as dores do cliente e tentar ajudá-lo de alguma forma. No Pagar.me eu encontrei isso".  

 

Aprenda a ganhar mais com seu E-commerce

Confira dicas, reportagens e conteúdos especiais de especialistas em E-commerce e Marketing Digital. Digite seu email abaixo:

Karina Menezes
Graduada em jornalismo pela UFPA, foi trainee do jornal O Estado de S. Paulo. Atualmente, é Head de Conteúdo do Pagar.me.
O que Fazer para Faturar R$200 mil por Mês com seu E-commerce